Tornados de 04 Novembro 2016 em Ferreira do Alentejo – 14:45 UTC em Monte Trigo – 15:45 UTC

:

 

 

Enquadramento sinóptico

 

Uma depressão barotrópica centrada a norte da Madeira, com 1008hPa em 35N 17W às 15UTC e com expressão até aos níveis mais elevados da troposfera, associada à corrente de jato, dá origem a um fluxo de sudoeste sobre a Península Ibérica que transporta massa de ar quente húmido e instável.

O tefigrama previsto para Évora às 15 UTC mostra a tropopausa a cerca de 10000 metros de altitude, e a massa de ar com CAPE 225 J/kg, um valor baixo mas que corresponde a instabilidade entre 900 hPa e 450 hPa, com uma camada de inibição pouco significativa junto à superfície e instabilidade condicional nos níveis altos, numa massa de ar quase saturada da superfície até à tropopausa, com 31 mm de água precipitável. Destaca-se o shear do vento, com a intensidade a aumentar acentuadamente com a altitude nos níveis baixos, e a presença de veering.