Previsão de agitação marítima forte para a Metarea II no dia 23 de outubro de 2016

:

 

O IPMA é responsável pela elaboração de boletins de mar para várias zonas da Metarea II. Nesses boletins é feita a previsão de vento, ondas e visibilidade. Uma das ferramentas que se pode utilizar para aferir a fiabilidade dos dados do modelo para o parâmetro das ondas é o satélite OSTM/JASON-2. Este satélite tem a bordo um altímetro que fornece informação sobre, entre outros, a altura significativa das ondas. Tem um período de revisitação de cerca de 10 dias. Neste caso, dia 23 de outubro de 2016, obteve-se a passagem do satélite cerca das 03UTC num eixo que passa a leste do arquipélago dos Açores e a oeste do arquipélago da Madeira na Metarea II (Fig. 1). Neste dia a previsão indicava a existência de ondas que poderiam atingir os 12 metros de altura significativa, que justificam a emissão de aviso de agitação marítima forte (maior ou igual a 5 metros). Na zona sobrevoada pelo satélite (assinalada nas figuras 1 e 2) as ondas previstas atingiam os 9 metros.

A comparação da previsão do dia 23 do modelo do ECMWF (Fig. 2) com os dados do altímetro, permitiu perceber que a previsão e a observação apresentavam uma ligeira diferença, que neste caso não foi suficiente para que houvesse a alteração das previsões feitas e baseadas no modelo do ECMWF.

 

Figura 1- Passagem do satélite OSTM/JASON-2 no dia 23 de outubro de 2016 sobre a Metarea II (dados de altura significativa das ondas obtidos pelo altímetro).

 

Figura 2 – Sobreposição da passagem do satélite OSTM/JASON-2 (dados do altímetro) ao produto da altura significativa das ondas gerado pelo ECMWF no dia 23 de outubro de 2016 para o período correspondente.

 

Figura 3 – Comparação da altura significativa observada pelo altímetro e da prevista pelo modelo do ECMWF para o mesmo local e período.

 

Entrar


Esqueceu a sua senha?
Novo utilizador?