Instabilidade Atmosférica no Continente de 16 a 20 de Maio de 2011

Precipitação forte, granizo e trovoadas provocaram inundações em alguns locais do centro e sul e prejuízos na agricultura.
:

No período de 16 a 20, em particular entre 16 e 19, o Continente esteve sob a influência de uma depressão que se estendia em altitude aos vários níveis da troposfera, no seio de uma massa de ar tropical marítimo,  centrada, no dia 16, na região da Madeira e que se deslocou lentamente para nordeste(Figura 1). Esta situação meteorológica originou forte instabilidade atmosférica no Continente (Figura 2a), atingindo o seu máximo no dia 18,  tendo ocorrido valores elevados de precipitação horária e em 6horas que tiveram como consequência inundações em alguns  locais das regiões centro (Santarém) e sul (Faro) . No dia 18 em Faro, registou-se  80mm entre as 9 e as 11 horas locais, tendo ocorrido 49mm entre as 10 e  11 h ( Figura 2b).

No dia 19, esta situação meteorológica , proporcionou a formação de células convectivas de forte instabilidade, em particular na região centro onde, segundo relato, se terão visualizados vórtices. No entanto, aqueles vórtices  não foram suficientemente intensos para dar origem a tornado.

 


Entrar


Esqueceu a sua senha?
Novo utilizador?