Formação de nuvens sobre as serras do Algarve

:

 

 

 

 

 

Estação da Fóia (902 metros)

Groupo2.jpg


Groupo1.jpg

 

BRU1.jpgBRU2.jpg
BRU3.jpg

Bru4.jpg

 

almos.jpg

Vento de norte perpendicular ao alinhamento das serras algarvias e com intensidade suficiente para a formação de nuvens por forçamento ascendente do ar. O vento previsto para os níveis superiores não apresenta diferenças significativas de intensidade e direção em relação ao observado para a estação da Fóia e, apesar de se prever um perfil típico de subsidência numa camada com 500 m de espessura, não se apresentam todas as condições necessárias para que se formem as ondas gravitacionais a sul das serras. Assim, de início, formam-se nuvens médias que, devido à quebra da inversão pelo aquecimento diurno e/ou de forçamento suficiente para ultrapassar a inversão, passam a dar lugar à formação de nuvens mais altas.

Entrar


Esqueceu a sua senha?
Novo utilizador?