Episódio de Tempo Quente nos dias 23 e 25/26 de julho de 2016

:

Através da imagem composta RGB_nuvens_HRV das 15UTC do dia 23 de julho de 2016, a qual combina um canal visível de alta resolução e um canal IR10.8 do satélite MSG, é possível identificar um dia de céu geralmente limpo no território do continente, e inferir uma corrente de leste nos níveis baixos da troposfera, sugerida pelo “empurrar” da nebulosidade para ocidente.

IM.png

De facto, no dia 23 de julho observou-se uma subida da temperatura máxima, que foi acentuada no litoral oeste, na região do Vale do Tejo e no interior do Alentejo, com subidas da ordem de 6 a 10 °C. No restante do território, a subida da temperatura máxima foi da ordem de 2 a 5 °C. No dia 24, Domingo, registou-se novamente uma pequena subida da temperatura máxima (com exceção do distrito de Setúbal, onde desceu ligeiramente), e atingiram-se aproximadamente valores entre 32 e 40°C na generalidade do território, com exceção das serras mais altas e alguns locais da faixa costeira ocidental, onde os valores foram inferiores a 30°C. Foram atingidos valores de 41/42°C nomeadamente nos distritos de Évora (interior) e Santarém.

Na origem desta subida da temperatura máxima esteve uma massa de ar tropical/equatorial modificado transportado na circulação conjunta de anticiclone quente localizado a nor-noroeste do Açores e a estender-se em crista até ao Golfo de Biscaia e de um vale invertido desde o norte de África até à Península Ibérica. Desta situação sinóptica resultou vento a predominar de es-nordeste, embora a soprar em regime de nortada moderada na costa ocidental a partir da tarde.

IM2.png

TetaSw 850hPa dia 23/jul/2016- RUN 00UTC dia 23 de julho/ Observações de superfície das 15UTC dia 23/jul/2016.

Este episódio de calor manteve-se até dia 25 nas regiões do litoral e até dia 26 nas regiões do interior. Adicionalmente, registou-se uma subida dos valores da temperatura mínima, e observaram-se noites tropicais, em particular nas regiões do litoral oeste (com exceção de alguns locais da faixa costeira) e nas regiões do interior a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela.

 

 

 

 

 

 

 

Entrar


Esqueceu a sua senha?
Novo utilizador?